Parabéns! Phil Spencer completa dez anos no Xbox, confira seus principais feitos e polêmicas

A Central Xbox possui parceiros, que ajudam a manter nosso canal em funcionamento. Se você comprar algum produto ou serviço de algum link dentro do nosso site, nós podemos ganhar uma comissão.

Neste domingo, 31 de março, Phil Spencer completará dez anos no comando do Xbox. Pensando nisso, nós da Central Xbox listamos seus principais feitos e polêmicas.

Nota: seus feitos e polêmicas não estão necessariamente em ordem cronológica.

Principais feitos

Lançamento do Xbox Game Pass

Sob o comando de Phil Spencer, o Xbox Game Pass foi lançado em 2017 e revolucionou a forma como os jogadores consomem conteúdo, oferecendo acesso a uma vasta biblioteca de jogos por uma assinatura mensal, incluindo títulos first-party no dia do lançamento.

Retrocompatibilidade

Após diversos pedidos, durante a E3 de 2015, Phil Spencer liderou o esforço para tornar os jogos de gerações anteriores compatíveis com o Xbox One e posteriormente com o Xbox Series X|S, preservando e expandindo o catálogo de jogos para os usuários.

Lançamento de novos Consoles

Na sua gestão, o Xbox lançou diversos consoles, como o Xbox One X, aclamado por sua potência, Xbox One S, uma versão slim do Xbox One e com melhorias (como HDR e 4K para streaming.

Já em 2020, foi a vez do lançamento dos novos Xbox Series X|S, que estabeleceu novos padrões de desempenho e experiência de jogo. O Xbox Series X é atualmente o console mais poderoso do mundo, e o seu irmão menor, o Xbox Series S, possui o melhor custo x benefício.

Aquisições estratégicas

Phil Spencer supervisionou a aquisição da Bethesda Softworks e da Activision Blizzard, expandindo significativamente o portfólio de estúdios first-party do Xbox e fortalecendo sua posição no mercado.

Além de grandes estúdios, outros menores também foram adquiridos, como a Playground Games, do Forza Horizon e futuramente Fable, Obsidian Entertainment, do The Outer Worlds e Avowed, Ninja Theory, do Senua’s Saga: Hellblade 2, e diversos outros.

Xbox Game Pass Ultimate e Cloud Gaming

Além do Xbox Game Pass, Spencer liderou o lançamento do Xbox Game Pass Ultimate, que combina o Game Pass com o (finado) Xbox Live Gold, oferecendo aos assinantes uma experiência premium. Além disso, o Xbox Cloud Gaming foi introduzido, permitindo que os assinantes jogassem uma seleção de jogos em dispositivos móveis e PCs, expandindo ainda mais o alcance da plataforma.

Xbox Game Pass Core

Para substituir o Xbox Live Gold, o Xbox lançou o Xbox Game Pass Core no ano passado. O “novo serviço” contém um catálogo limitado com alguns jogos, descontos exclusivos e a possibilidade de se jogar online.

Foco na acessibilidade

Sob a liderança de Spencer, o Xbox tem se destacado no compromisso com a acessibilidade, implementando recursos como o Xbox Adaptive Controller, que foi eleito como uma das “Melhores Invenções do Século XXI“, e trabalhando para tornar os jogos mais acessíveis para jogadores com deficiência, promovendo inclusão na comunidade de jogos.

Parcerias estratégicas

Phil Spencer estabeleceu parcerias estratégicas com empresas como a Nintendo e a Sony para expandir o alcance do Xbox, permitindo o cross-play e o cross-save entre plataformas, bem como o lançamento de jogos first-party em outras plataformas (que abordaremos mais a seguir).

Xbox Play Anywhere

Spencer liderou o lançamento do programa Xbox Play Anywhere, permitindo que os jogadores comprassem um jogo digitalmente uma vez e o jogassem tanto no Xbox quanto no PC com Windows 10 e 11, mantendo o progresso e as conquistas sincronizados entre as plataformas.

Expansão do ecossistema Xbox

O Xbox expandiu seu ecossistema para além dos consoles, incluindo PCs com Windows 10 e 11 e dispositivos móveis, permitindo que os jogadores acessassem jogos, serviços e comunidade Xbox em uma variedade de dispositivos, como em televisores, geladeiras, carros…

Transparência e comunicação

Phil Spencer adotou uma abordagem transparente e aberta na comunicação com os jogadores, respondendo a perguntas, fornecendo atualizações regulares e buscando feedback da comunidade para moldar o futuro do Xbox. Além disso, todos os meses o Xbox divulga relatórios de segurança em seu site oficial.

Compromisso com a sustentabilidade

Phil Spencer e a equipe do Xbox têm demonstrado um compromisso com a sustentabilidade ambiental, implementando práticas e iniciativas para reduzir a pegada de carbono da empresa e promover a responsabilidade ambiental na indústria de jogos. Suas práticas incluem desde o uso de materiais reciclados na fabricação de consoles até pequenas atualizações de energia.

Fortalecimento da comunidade Xbox

Spencer priorizou a construção de uma comunidade unida e engajada em torno do Xbox, promovendo eventos, programas de fidelidade e interações sociais que fortalecem os laços entre os jogadores e a marca Xbox.

Xbox All Access

Phil Spencer liderou o lançamento do programa Xbox All Access, oferecendo aos jogadores uma maneira acessível de adquirir um console Xbox e uma assinatura do Xbox Game Pass por meio de um plano de pagamento mensal, tornando os consoles Xbox mais acessíveis (exceto no Brasil) para uma gama mais ampla de jogadores.

Suporte à indústria independente

O Xbox demonstrou um forte compromisso com a comunidade de desenvolvedores independentes, oferecendo suporte e recursos para estúdios indie lançarem e promoverem seus jogos no ecossistema Xbox, ampliando a diversidade e inovação no catálogo de jogos.

Integração de tecnologias emergentes

Phil Spencer liderou a integração de tecnologias emergentes, como o suporte para raytracing e o impulso para jogos em 4K e até 8K, garantindo que os consoles Xbox permaneçam na vanguarda da inovação tecnológica e ofereçam experiências visuais de última geração aos jogadores.

Expansão internacional

Phil Spencer liderou a expansão internacional do Xbox, trazendo a marca para novos mercados ao redor do mundo, aumentando a base de jogadores e fortalecendo a presença global da plataforma Xbox. Além disso, Spencer também fechou parcerias com diversos estúdios mundiais, como Square Enix e Kojima Productions.

Principais polêmicas

Lançamentos de jogos first-party em outras plataformas

Vamos começar com o que mais está pegando na comunidade Xbox nos últimos meses. Durante uma transmissão ao vivo, Spencer confirmou que o Hi-Fi Rush, Pentiment, Sea of Thieves e Grounded serão (ou já foram) lançados em outras plataforas.

Esta medida supostamente faz parte da “nova estratégia” do Xbox, que visa o lançamento de jogos com grandes comunidades em outras plataformas. No entanto, a medida não agradou alguns “fãs” da marca, que começaram a dizer que Spencer irá “matar o Xbox”, embora a Microsoft já tenha garantido que não abandonará o mercado de jogos, e principalmente, de consoles.

Problemas de qualidade de lançamento

Durante seu mandato, houve casos de jogos first-party, como Halo Infinite, sendo lançados com problemas significativos de qualidade, incluindo bugs, problemas de desempenho e falta de conteúdo prometido, o que gerou críticas e desapontamento entre os jogadores.

Desafios de comunicação e transparência

Em certas ocasiões, a comunicação e transparência do Xbox em relação a decisões de negócios, mudanças de política ou questões de suporte ao cliente foram consideradas inadequadas ou insuficientes, como aconteceu no início do ano, levando a confusão e descontentamento entre os jogadores.

Problemas de desenvolvimento, atrasos de jogos, cancelamentos, falta de sequências e encerramento de estúdios

Alguns jogos exclusivos do Xbox enfrentaram atrasos significativos em seu desenvolvimento sob a liderança de Phil Spencer, levando a frustrações entre os fãs e questionamentos sobre a capacidade do Xbox de entregar jogos de alta qualidade de forma consistente e pontual.

Além disso, um dos estúdios mais queridos do Xbox, a Lionhead, foi encerrada em 2016, após diversos problemas internos. Jogos como Scalebound, que estava sendo desenvolvido em parceria com a PlatinumGames, também foram cancelados. Por fim, grandes jogos do Xbox, como Quantum Break e Ryse: Son of Rome, nunca receberam suas sequências mesmo com os inúmeros pedidos dos fãs.

Desligamento de recursos e funcionalidades

Durante seu mandato, o Xbox enfrentou críticas por desativar recursos ou funcionalidades anteriormente disponíveis, como aplicativos de entretenimento, serviços de streaming (como o Mixer) ou recursos de mídia, causando descontentamento entre os usuários que dependiam desses recursos. Um dos mais amados era o modo picture-in-picture no Xbox One, que foi desativado para “liberar memória”.

Controvérsias sobre políticas de moderação

O Xbox enfrentou críticas relacionadas às políticas de moderação em suas plataformas online, incluindo a Xbox Live e o Xbox Game Pass, com alegações de inconsistência na aplicação das regras e falta de transparência sobre as ações tomadas contra comportamentos inadequados.

Além disso, o Xbox também foi invadido por bots que se passam por pessoas do suporte para tentarem roubar contas de jogadores desavisados. No entanto, também existem críticas ao sistema de moderação, que algumas vezes aplica penas pesadas.

Críticas à estratégia de preços

O Xbox recebeu críticas por certas decisões relacionadas a preços de produtos e serviços, incluindo aumentos de preços de assinaturas, políticas de preços regionais e a percepção de que alguns produtos eram excessivamente caros em comparação com a concorrência.

Em 2023, o Xbox Series S viu um aumento de quase 50% em seu preço no Brasil, o que causou uma grande polêmica nas redes sociais. Na sua visita ao país logo após o acontecido, Spencer se limitou em responder as perguntas sobre o aumento de preço.

Problemas de disponibilidade de hardware

Em alguns casos, principalmente no início da nova geração, o Xbox enfrentou críticas devido a problemas de disponibilidade de hardware, como escassez de consoles ou dificuldades na reposição de estoques, causando frustração entre os consumidores e alimentando especulações sobre a gestão da cadeia de suprimentos.

O que o futuro reserva?

Lançamentos de novos hardwares e abertura de sistema

Estamos na metade da nova geração de consoles, mas Spencer já está pensando no futuro. Ele já sugeriu o lançamento de um console portátil e afirmou que já estão trabalhando no console de próxima geração. Além disso, Spencer também sugeriu que permitirá o lançamento de lojas de terceiros, como Epic Games e Steam.

Durante a atualização de negócios de fevereiro, Sarah Bond também confirmou que novos hardwares serão revelados e lançados até o final deste ano.

Mais jogos exclusivos

Embora possa não parecer para algumas pessoas, o Xbox está focado em jogos exclusivos, como Avowed, Perfect Dark e State of Decay 3, e não existe nenhum indicativo de que eles serão lançados em outras plataformas.

Novas aquisições?

Mesmo com grandes estúdios em seu guarda-chuva, Spencer já sugeriu que o Xbox continuará a comprar novos estúdios, mas, diferentemente das outras duas vezes, focará em desenvolvedores menores.

Investimentos no Cloud Gaming e Game Pass

Uma coisa que podemos ter certeza que sempre continuará será o crescente investimento no Xbox Game Pass e Xbox Cloud Gaming, que poderão ser os futuros “carros-chefe” da marca.

Aposentadoria?

Até o momento, Spencer não tem uma data para deixar o Xbox. No entanto, ele já confirmou que está procurando um substituto.

Aproveite para conferir a nossa Lojinha Virtual, com dicas de TVsControlesHeadsets, além de dezenas de produtos para você deixar seu cantinho Gamer do jeito que quiser.

Só na Very Hard Games você compra Game Pass Ultimate, Live Gold e Cartões Presente com os melhores preços do Brasil. Além disso, você pode adquirir os jogos lançamentos em até 3x sem juros no cartão com a garantia e segurança que só a VHG proporciona para você.

Gabriel Vieira
Gabriel Vieirahttp://centralxbox.com.br
Não tenho muito a dizer. Só sei que gosto de games (especialmente GTA), tecnologia e aviação. Me segue lá na Twitch: https://www.twitch.tv/gabrielctxb
218,212FãsCurtir
34,676SeguidoresSeguir
7,442SeguidoresSeguir
84,400InscritosInscrever

LEIA MAIS