“Xbox Series não depende de exclusivos para vender consoles”, diz Microsoft

0
1423

Mas admite que incluir Halo Infinite no lançamento seria sensacional!

Mesmo antes de o Coronavírus ‘forçar’ o mundo a ficar dentro de casa e tornar o hábito de se prender grande parte na frente da telinha jogando, 2020 parecia ser um grande ano para os jogos como um todo. Com a aproximação da nona geração de consoles, o cancelamento de eventos presenciais criou um surto de interesse em jogos gerando um aumento incrível de vendas.

Os games se tornaram uma das maiores indústrias de entretenimento global, tendo uma projeção de mais de 2.7 bilhões de pessoas que passaram a jogar, de acordo com o pesquisador de mercado de jogos Newzoo. O crescimento se acelerou durante a pandemia, e os jogadores de todo o mundo devem gastar quase US$160 bilhões este ano.

“Este um grande momento”, disse David Gibson, diretor de investimentos da Astris Advisory, uma empresa de consultoria financeira em Tóquio. “É o maior e mais importante lançamento de console de próxima geração de todos os tempos.”

Como sabemos a Microsoft anunciou a chegada da sua linha Xbox Series, com o Series X aterrizando dia 10 de novembro por US$499, além do incrível Series S por US$299, e diante disso a Microsoft se posicionou a respeito de um assunto bem intrigante – dizendo que não precisa de grandes exclusivos para tornar os seus próximos consoles altamente atrativos para os jogadores.

Num recente artigo do New York Times sobre a iminente chegada de uma nova guerra de consoles, Cindy Walker – representante do Xbox – comentou que apesar de lamentar o adiamento de Halo Infinite, que seria um grande diferencial, O Xbox Series S e Xbox Series X chegam às lojas acompanhadas por centenas de jogos.

“Ter Halo no nosso lançamento teria sido um tremendo diferencial, mas não estamos dependentes de grandes exclusivos para motivar a busca pelos nosso consoles. Os nossos jogadores terão centenas de jogos de quatro gerações da Xbox, otimizados para a nova geração e disponíveis para jogar no lançamento.” disse Cindy Walker.

Ao apostar na retrocompatibilidade, o Xbox assegura que você transitará para uma nova geração com uma sensação de continuidade nunca antes vista na indústria. Isto permitirá desfrutar de uma quantidade incrível de jogos logo no primeiro dia.

A Microsoft está priorizando a flexibilidade e apostando que o futuro dos jogos será móvel, com jogadores espalhados por consoles, computadores e até mesmo em smartphones. O lançamento da linha Series X e S ainda é um grande momento para a empresa, mas a Microsoft também destaca o sucesso do Xbox Game Pass – a biblioteca ‘Netflix’ para jogos – e um novo recurso, o xCloud, que permite aos usuários jogarem no Xbox através de Tablets e Smartphones.

E a grande resposta da Microsoft a essas incursões é o xCloud. “Estamos comprometidos em trazer mais jogos para mais jogadores ao redor do mundo, e os jogos em nuvem são um investimento de longo prazo para a Microsoft e fundamental para tornar esse compromisso real”, completou Walker.

Neste caso, antes de entrar em discussão com seu amigo que prefere a outra plataforma, que tal entender a estratégia da Microsoft a longo prazo? Visto que Phil Spencer já comentou que não considera mais o Playstation um concorrente, porque continuar com essa eterna briga de consoles?

Você pode nos seguir no YouTubeTwitter, Instagram ou Facebook para ficar por dentro de todas as novidades sobre Xbox e muito mais.