Efeito Halo: como a franquia impacta a cultura pop há mais de 20 anos

1
202

Existem jogos que se prestam unicamente a cumprir seu papel no mundo dos games e acabam não deixando um legado – a grande maioria deles, diga-se. Outros, no entanto, conseguem transcender o universo gamer e trazem impactos na cultura pop de uma forma geral. É o caso da franquia Halo, que há mais de 20 anos têm uma relevância enorme não apenas nos vídeo games, mas na indústria do entretenimento como um todo.

Desde 2001, quando foi lançado Halo: Combat Evolved, até os dias atuais, em que Halo Infinite é o título mais recente da saga, o jogo de tiro em primeira pessoa cravou seu nome como uma das franquias mais bem-sucedidas da história do entretenimento. Afinal, são mais de 82 milhões de cópias vendidas no mundo desde o primeiro jogo, acumulando uma receita total de US$ 6 bilhões.

O game que definiu um console

Na história dos vídeo games, é comum associar uma determinada franquia a alguns fabricantes de consoles. Na Nintendo, por exemplo, quem representa esse papel é o Mario e todo seu universo expandido de personagens. Para jogar qualquer game do encanador mais famoso do planeta, é preciso ter algum console ou portátil da fabricante japonesa.

Com o Xbox, foi Halo que representou esse papel. É preciso entender que a Microsoft entrou na “guerra” de consoles tardiamente, já que o primeiro vídeo game surgiu anos depois das plataformas da Nintendo, SEGA e Sony. Para atrair o público, era preciso um diferencial, e foi Halo que trouxe esse atrativo, sendo um dos FPS mais populares da década 2000. Graças a ele, a Microsoft conseguiu competir com Sony e Nintendo na 6ª geração – e ampliou sua relevância a partir da 7ª geração, com o Xbox 360.

É verdade que outros títulos exclusivos da Microsoft ajudaram a ampliar essa influência, como Gears of War e Forza. Porém, Halo foi – e é considerado até hoje – como um sinônimo de Xbox, embora já tenha chegado ao PC. Não há como negar que o Master Chief se tornou o Mario da empresa de Bill Gates.

Esports e apostas

O crescimento do jogo online colocou Halo no cenário dos esports. Apesar da dura concorrência com títulos como Call of Duty, Battlefield, Rainbow Six e, principalmente, Counter-Strike, o jogo da Microsoft conseguiu seu espaço graças a um público extremamente fiel.

O calendário competitivo de Halo segue bastante ativo, sendo o Halo World Championship o torneio mais prestigiado. A competição já chegou a distribuir premiações acima de US$ 2 milhões, se equiparando a outros jogos que contam com mais apelo do público.

Outro exemplo de mercado que foi positivamente impactado pelo jogo foi o de apostas esportivas online. Com o crescimento de plataformas de esports, Halo sempre foi um dos responsáveis por garantir torneios quase diários para os apostadores, o que se mantém até hoje.

Adaptações na TV

Foto: Divulgação

O sucesso nos vídeo games levou a franquia para a TV. Recentemente, os fãs de Halo foram brindados com uma série exclusiva do Paramount, que retrata a guerra entre os seres humanos e a raça Covenant, como nos games. Escrita por Kyle Killen e Steven Kane, a série contou com a produção executiva de ninguém menos que Steven Spielberg, sendo dividia em 8 episódios. Coube a Pablo Schreiber dar vida ao icônico Master Chief.

No entanto, esta não foi a primeira vez que Halo ganhou uma adaptação. Em 2012, foi lançada a série Halo 4: Forward Unto Dawn, expandindo o universo da saga. A produção chegou a ficar disponível no catálogo da Netflix. Dois anos mais tarde, surgiu o spin-off Halo: Nightfall, com Mike Colter no papel do agente Jameson Locke. Outra adaptação foi a série animada Halo Legends, uma coleção de 7 curtas que chegou em 2009

Livros e HQs

Foto: Divulgação

O mercado editorial também é um ótimo exemplo de como Halo transcendeu as fronteiras do mundo gamer e chegou pra valer na cultura pop. Ao longo dos últimos anos, a série da Microsoft ganhou diversas adaptações nos livros, como Halo: The Fall of Reach, Halo: The Flood, First Strike e Ghosts of Onyx. Estima-se que há mais de 30 obras já publicadas que são baseadas no universo do jogo.

Em 2006, os fãs de quadrinhos também foram presenteados com uma antologia exclusiva de HQs chamada The Halo Graphic Novel. Outras diversas adaptações foram lançadas, chegando à marca de 13 histórias em quadrinho, algumas delas, inclusive, contando com o selo da gigante Marvel

Essas são apenas algumas das razões que mostram que Halo se tornou muito mais que um jogo de vídeo game, e ainda há espaço para crescer ainda mais em um mundo em que as mídias convergem com uma velocidade ainda maior. Hoje, o Master Chief e todos os demais personagens da franquia certamente estão na prateleira mais alta do universo do entretenimento.


Se você comprar algum produto ou serviço de algum link dentro do nosso site, a Central Xbox pode ganhar uma comissão. A Central Xbox é um parceiro da Amazon, Rakuten e de outras afiliadas.


Seja membro VIP da Central Xbox no YouTube e tenha acesso a conteúdos exclusivos, além de seguir no Twitter, InstagramFacebook ou participando do nosso grupo no Telegram para ficar por dentro de todas as novidades sobre Xbox.

Xbox Game Pass Ultimate é o serviço por assinatura que une Xbox Live Gold que ter permite jogar online, bater papo com amigos, resgatar os jogos do Games with Gold, ter descontos exclusivos além de muitas outras vantagens; o Game Pass que é a biblioteca de jogos por assinatura, onde você terá disponível uma grande quantidade títulos atualizados todos os meses, incluíndo todos os exclusivos do Xbox no lançamento; o XCLOUD que te permite jogar uma enorme lista de jogos através de um Tablet, Smartphone, Navegador ou Aplicativo para Windows 10 e o catálogo da EA PLAY, com mais de 70 jogos da Eletronic Arts. Vale lembrar que você pode assinar o Xbox Game Pass Ultimate por apenas R$5. Clique aqui e assine! *Válido apenas para novos assinantes.