A injustiça do ‘The Game Awards’ com Forza Horizon 5 mostra como os jogos da Microsoft são desprezados

0
5432

Aquele evento que mais parece Marketing que Premiação

Assim como o ‘Oscar‘ está para a premiação de filmes, o The Game Awards, é a cerimônia anual de premiação que homenageia as conquistas da indústria de videogames. O evento é produzido e apresentados pelo jornalista de games Geoff Keighley, que trabalhou em seu antecessor, o Spike Video Game Awards, por mais de dez anos.

Ao longo dos anos o The Game Awards tem se firmado cada vez mais como o supra-sumo de premiação para os jogos, capturando a atenção de Gamers e entusiastas ao redor do mundo, afinal, quem não quer ver aquele título sensacional levando uma série de prêmios.

Porém é nítido ver ao longo do tempo, o aumento da participação de empresas e celebridades, tornado o evento uma plataforma mais ‘marketeira’ do que o conceito atual de premiação. Também ficou claro ao longo dos anos, assim como ninguém sabe como são escolhidos os jurados envolvidos nos ‘Desfiles das Escolas de Samba’, menos ainda sabemos como exatamente o Juri e os Premiados são escolhidos.

O The Game Awards usa um painel de ‘Júri’ composto por influenciadores da mídia e dos meios de comunicação que votam nos indicados e premiados. Já o público fica com apenas 10% do peso dos votos. Agora, se você também sempre se questionou na candidatura do The Game Awards para se tornar o ‘Oscar’ da indústria de jogos antes, agora fica evidente que devemos rever isso, ainda mais depois de ver o desprezo com o jogo mais cotado de 2021: Forza Horizon 5.

Parem de esnobar Forza Horizon 5!

O The Game Awards erra em não incluir títulos de ação e esportes, ou qualquer um que não se encaixe em um segmento muito específico no formato ‘Hollywoodiano’. Em raras ocasiões surgem títulos que acabam dismistificando esse cenário – como foi o caso de Overwatch – mas é incomum ver um jogo nomeado, quanto mais premiado, quando não há uma história cinematográfica de grande orçamento entrelaçada com o jogabilidade, e essa mentalidade vai contra a proposta que o jogo representa.

Forza Horizon 5 pode não ser um título que segue a risca cinematográficamente, mas convenhamos que não é menos digno de ser nomeado. O joog atualmente já ocupa uma posição incrível entre críticas e críticos ao redor do globo. Horizon já é um dos títulos com a maior quantidade de jogadores comparado com as nomeações atuais combinadas ao longo de suas vidas. Além disso, pela sua proposta e diversidade, vai proporcionar novas amizades, relacionamentos e diversão quanto comparado com todos os outros nomeados.

E antes de perguntar, Forza Horizon 5 já é elegível para receber prêmios com base em sua data de lançamento, até porque ele foi indicado em outras categorias, incluindo recursos de acessibilidade e áudio. O engraçado é que se você puxar o histórico de Forza, vai ver que é uma franquia que ganha diversos prêmios ano após ano.

Longe da gente desprezar ou dizer algo contra os atuais indicados, tão pouco que não mereçam, mas temos que concordar que se houve um ano em que o The Game Awards conseguiu provar que não procura por um JOGO que mexeu com tudo e todos para seu prêmio principal, e sim para seguir uma regra, em 2021 ficou mais que claro.

E o que torna o jogo apto para receber prêmios?

Tenho certeza que essa é uma pergunta que 99% do público deve se perguntar. A atual proposta da premiação parece tender a ceder apenas a jogos cinematográficos, aqueles que possuem uma grande história, dezenas de ‘Cutscene’, e um aquém encontrado apenas em filmes de alto orçamento em Hollywood, e se tornou mais uma forma de equiparar a indústria a para se parecer algo próximo como a do Cinema, do que respeitar o desejos de nós gamers.

E não adianta, isso não irá mudar até que essa geração de ‘críticos jornalistas’ seja substituída pelos reais jogadores. Nenhuma quantidade de jogar de acordo com suas regras e ceder ao formato do ‘Oscar’ mudará como o jogo é visto e respeitado, afinal a idieá aqui é se divertir enquanto se joga e não ao contrário.

Então, por quê Forza Horizon 5 deve ser desacreditado por não ter uma campanha baseada na argumentação da ‘acadêmia’?  O ponto principal de um jogo é que ele pode ser muito mais do que filmes. Eles são interativos, entretidos, em sua grande maioria criam laços de amizades, e transcendem nossas idéias sobre o que é um videogame. Esse desprezo simboliza a incapacidade geral de um jornalista de jogos de pensar fora da caixa, atuando como crítico de cinema quando se trata de análise de jogos.

Os jogos são muito mais do que as histórias, eles representam a representação de uma cultura, a evolução da arte e tecnologia, e poucos deles representam nos atuais dias como Forza Horizon 5, criando um formato único e exclusivo de transparecer um universo de corridas com visuais totalmente impressionantes, carros criados com moderna tecnologia e recursos que utilizam uma série de inteligências jamais vistas antes em um game. Ou seja, um pacote completo, com jogabilidade multiplayer multiplataforma, independentemente de estar jogando em um smartphone, console ou PC.

O “júri” do Game Awards falhou

Forza Horizon 5 tem história, tem diversão, tem adrenalina, tem disputas insanas, tem cooperação, tem uma equipe fabulosa por trás de um projeto que levou anos, e horas para se tornar realidade. Desde o primeiro Forza Horizon (que você pode assistir nosso Especial abaixo), a fundação do desenvolvimento supera muitos dos grandes jogos que já participaram e levaram suas estatuetas para casa.

Outra coisa, o fato do The Game Awards dar um peso de votação de 90% para jornalistas de games e meios de comunicação é (na minha humilde opinião) ridícula e não reflete no nosso ponto de vista. Eu posso até estar errado em dizer que o júri está sempre favorecendo uma fatia específica de jogos, mas tornar essa experiência menos superfícial e mais íntima ajudaria na premiação dos jogos.

Desenvolvedores num geral também deveriam ter um voto com um peso tão grande quanto os jornalistas envolvidos, afinal, são eles que passam muito mais tempo trabalhando, resolvendo, pontuando, corrigindo e atuando com a comunidade gamer, de longe muito mais experiêntes que qualquer um que faça parte desse painel. Além disso, nós jogadores poderiamos ter também uma voz muito mais forte e ativa nessa votação, afinal, é do nosso cartão de crédito que eles estão falando.

O The Game Awards, teve, uma grande oportunidade para representar o prêmio máximo da Indústria Gamer, se assim o tivesse feito utilizando uma fonte legítima, mas sua metodologia atual para nomeação representa um grande fracasso para a indústria que representa.

Desmerecer Forza Horizon 5, não é só uma afronta a todos nós gamers, aos desenvolvedores e profissionais envolvidos no projeto, é um descaso com toda a indústria. Infelizmente aqueles que se entitulam “Jornalistas de Games” ou “Profissionais da área” colocaram o livro de ‘regras’ debaixo do braço e disseram “se o seu jogo não se enquadra neste critério específico, não participará de uma premiação, e isso senhoras e senhores, é um desprezo ao dever.

Este artigo foi originalmente elaborado pelos nossos amigos do Windows Central, num momento muito oportuno, onde nossa equipe já vinha debatendo um artigo para confrontar tal situação. Este é o resultado na nossa visão sobre o assunto.

Seja membro VIP da Central Xbox no YouTube e tenha acesso a conteúdos exclusivos, além de seguir no Twitter, Instagram ou Facebook para ficar por dentro de todas as novidades sobre Xbox.

Vale lembrar que você pode assinar o Xbox Game Pass Ultimate por apenas R$5. Clique aqui e assine! *Válido apenas para novos assinantes.

Xbox Game Pass Ultimate é o serviço por assinatura que une Xbox Live Gold que ter permite jogar online, bater papo com amigos, resgatar os jogos do Games with Gold, ter descontos exclusivos além de muitas outras vantagens, com o Game Pass que é a biblioteca de jogos por assinatura, onde você terá disponível uma grande quantidade títulos atualizados todos os meses, incluíndo todos os exclusivos do Xbox no lançamento. Além disso assinantes Ultimate tem acesso ao XCLOUD que te permite jogar uma enorme lista de jogos através de um Tablet, Smartphone, Navegador ou Aplicativo para Windows 10 e ao catalogo da EA PLAY, com mais de 70 jogos da Eletronic Arts.