O corvinho ceifador! Death’s Door

Desenvolvido pela Acid Nerve e publicado pela Devolver Digital, Death’s Door nos traz uma gameplay divertida e ótima direção de arte. O nosso time virou um Corvo fez uma grande análise e o resultado dessa experiência você confere agora.

História

Em Death’s Door nós estamos na pele de um Corvo que tem como sua grande missão ceifar vidas, em um mundo onde não existe mais morte a função de coletar almas ficou para o Comitê dos Ceifadores.

Seu grande objetivo é matar as almas gigantes para conseguir poder suficiente para abrir a Death’s Door, mas essa tarefa não será na fácil e nosso corvinho amado terá que lidar com as mais variadas ameaças. Como a história não é o ponto mais forte desse jogo, ele acaba demorando um pouco para pegar no tranco, mas com o passar do tempo as coisas começam ficar interessantes.

A campanha tem uma duração aproximada de 5h, esse tempo pode variar conforme você se adapta as mecânicas de gameplay.

Death's Door

Jogabilidade Death’s Door

A gameplay é a parte mais divertida do jogo e conseguimos notar que o jogo pegou várias inspirações e criou sua própria identidade, podemos citar referencias claras a DarkSouls e também aos Zeldas mais antigos.

As mecânicas de um modo geral são bem simples, mas o que mais te traz o desafio é o fato de o jogo ter aquele elemento de dificuldade, onde é importante entender os padrões dos inimigos, cada inimigo tem uma maneira de ser derrotada, isso é ótima pois causa uma gameplay bem variada.

Seu corvinho inicialmente começa bem fraco e sem habilidades mas aos poucos é possível fazer upgrades e com isso deixar as batalhas ainda mais interessantes.

O fator desafio te persegue por todo o jogo e principalmente na hora de enfrentar os ”boss”, dificilmente será possível passar por algum sem ao menos morrer uma vez, apesar de inicialmente isso ser frustrante mas também é o que mais atrai no jogo.

Death's Door

Gráfico e Som

A direção de arte fez um ótimo trabalho colocando elementos bem obscuros com um contraste de cores e seu corvo também tem um grande destaque nos cenários principalmente por conta de suas armas

Apesar da história ser meio fraca pelo menos temos legendas PT-BR o que é ótimo para entender e pegar algumas ”piadocas”.

A trilha sonora está muito boa e alia perfeitamente com a gameplay e seus ótimos visuais.

Conclusão Death’s Door

Death’s Door é uma ótima surpresa entre os jogos indies, possui uma gameplay super divertida e dinâmica, ele ainda conta com uma direção artística sensacional, casando perfeitamente com sua grande trilha sonora, o ponto de atenção fica somente para a história, que infelizmente é vazia.

Pontos Positivos
  • Direção de arte;
  • Gameplay divertida;
  • Trilha sonora.
Pontos Negativos
  • História confusa;
  • Demora para engrenar.

Death’s Door já está disponível na Microsoft Store por R$ 74,95.

Você pode nos seguir no YouTube, Twitter, Instagram ou Facebook para ficar por dentro das novidades mais recentes da família Xbox. Se quiser, pode ver outras análises feitas pelo nosso time clicando aqui.