Pega essa Análise! Streets of Rage 4

0
119

Nostalgia Pura!

Streets of Rage 4 foi desenvolvido pela DotEMU (a mesma de Wonder Boy) e chega após muitos anos de hiato (fala a verdade, você não esperava que algum dia essa franquia fosse voltar). Lançado originalmente para Mega Drive o game no estilo Beat’em Up fez muito sucesso na década de noventa e estou pra dizer que este é o jogo que marcou a minha infância.

Trazendo um redesenho estiloso dos gráficos e aquele gameplay clássico, Streets of Rage 4 nos leva de volta a uma época nostálgica dos games. O time da Central Xbox comeu muitos frangos de energia e analisou essa beleza digital!

O que você esperava, está lá?

Como falei no início, a franquia Streets of Rage têm um lugar de destaque em minha memória gamer e quando vi o anúncio de que o 4º jogo estava sendo produzido fiquei com medo de que toda aquela aura e nostalgia fossem jogados no lixo, mas a verdade é que; não é que a bagaça ficou boa!

Streets of Rage 4
DotEMU/Divulgação

Assim como nos jogos anteriores o enredo não é lá grandes coisas (como se isso importasse), você e sua trupe deverão acabar com todos os vilões que estão aterrorizando a cidade novamente depois de anos de paz e tranquilidade.

É em cima deste contexto que temos a apresentação dos personagens com os quais nós poderemos jogar; Axel e Blaze voltam a ativa trazendo consigo Sheryl e Floyd. Existirão outros personagens jogáveis, mas para não estragar a surpresa nós não iremos cita-los nesta análise.

Streets of Rage 4 avança na evolução dos seus personagens, quem já acompanhou os outros jogos da série será surpreendido por alguns aparecimentos/acontecimentos durante a campanha.

A brutalidade na medida certa

Dentro das possibilidades de jogabilidade da época Streets of Rage sempre foi uma franquia um tanto quanto agressiva. Lembro de como minha mãe ficou “cabreira” quando me viu jogando pela primeira vez. Toda a movimentação e todos os golpes que cada um dos personagens podia fazer deixava a véia besta… =)

Em Streets of Rage 4 isso foi aperfeiçoado, lógico que temos os golpes normais de cada um dos personagens, mas agora temos algumas variações maiores, aonde podemos atingir mais de um oponente, mas isso têm um preço. Quando apertamos o botão de ação para estes golpes mais fortes a nossa energia é drenada e essa parte perdida fica ligada ao sucesso do golpe, se acertamos a barra de energia volta ao estado original, caso nosso combo seja interrompido, perdemos essa quantidade junto com o que o NPC tira normalmente.

Streets of Rage 4
DotEMU/Divulgação

Essa foi uma forma interessante encontrada pela DotEMU para evoluir o gameplay sem tirar toda a essência que o acompanha, além de caso você entenda de forma plena o comportamento dos combos vai conseguir muitos pontos, que no fim se refletem em mais vidas para o seu personagem.

Uma trilha sonora marcante!

Lembro muito de ficar olhando pra TV do meu quarto e ficar besta com a intro do primeiro Streets of Rage. Aquela música tocando na intro, as luzes dos prédios ao fundo e o texto contando a estória do que estava por vir, Aquilo foi mágico demais!

Por isso, quando do lançamento da matéria desta nova versão eu fiquei imaginando o quanto a trilha sonora poderia ser sensacional!

Lembro que quando fiquei um pouco maior comecei a buscar por outros trabalhos de alguns dos compositores da trilha do primeiro jogo; Yuzo Koshiro, Motohiro Kawashima e Yoko Shimomura. A minha busca rendeu a descoberta de vários outros jogos que tiveram as suas trilhas sonoras compostas por eles e que povoaram a minha infância/adolescência.

O trabalho destes senhores é uma ode aos fãs mais antigos e uma tremenda oportunidade aos mais novos de ver como uma trilha sonora é parte fundamental de uma gameplay.

E aquele brother das antigas, rola chamar pra jogar?

Streets of Rage 4 possui duas formas de nós jogarmos um multiplayer maroto; cooperativo online e aquele velho e bom segundo controle para um cooperativo de sofá!

As coisas funcionam razoavelmente bem no online, com você jogando com um companheiro digital. Em algumas partes esse segundo player se torna até necessário pra dizer a verdade por conta da dificuldade acima da média.

Streets of Rage 4
DotEMU/Divulgação

A crocância está mesmo no cooperativo local. Aquela coisa de chamar um amigo(a) para uma jogatina é bom demais, ainda mais nesses tempos de pandemia que vivemos (#ficaemcasa).

Afinal, o que achamos…

Streets of Rage 4 entrega tudo aquilo o que os fãs de carteirinha esperavam a tantos anos. Este foi um belo facelift de uma franquia dos anos 90 para os tempos de hoje e eu mais do que recomendo para todos vocês!

Apesar de uns engasgos de framerate aqui e ali, principalmente no multiplayer. Streets of Rage 4 vai divertir a beça tanto se você for jogar sozinho ou nos cooperativos local e multiplayer.

Streets of Rage 4 já está disponível na Microsoft Store por R$92,45 ou você pode baixa-lo no vasco se for assinante do Xbox Game Pass.

A análise de Streets of Rage 4 foi feita em um Xbox One X. Aproveite e confira nossas outras análises.
Você pode nos seguir no YouTube, Twitter, Instagram ou Facebook para ficar por dentro das novidades mais recentes da família Xbox.