Dark Souls 2D? Pega essa análise! Blasphemous

Incrivelmente cruel. Assim é o mundo de Cvstodia. Nosso personagem, o Penitent One é jogado em um mundo perturbador. Além de ser uma obra com uma ambientação lindíssima, Blasphemous é incrivelmente desafiador.

Pega essa análise! BlasphemousA desenvolvedora The Game Kitchen se inspirou em elementos religiosos como o “sambenito”, uma peça de vestuário utilizada originalmente pelos penitentes católicos para mostrar ao público, o arrependimento por seus pecados, e mais tarde pela Inquisição espanhola. Blasphemous usa desse contexto para mostrar ao jogador o lado mais agonizante e aterrorizante de um mundo cheio de criaturas grotescas que são impiedosamente atormentadas.

Para sobreviver, o jogador conta com a espada Mea Culpa que pode ser usada para retalhar os inimigos, inclusive com algumas execuções brutais. Mea Culpa tem uma árvore de habilidades que pode ser acessada ao encontrar alguns altares escondidos em alguns pontos específicos do mapa. Acessando essas “Mea Culpa Shrines” , o jogador pode desbloquear habilidades para espada, que são divididas por níveis.

Existem várias habilidades como ataques aéreos, ataques com “dash” e ataques a longa distância. Esses ataques gastam a barra de “Fervour” uma espécie de barra de MP. Pode-se aumentar essa barra, achando “Oil of the Pilgrim”, que são uma espécie de fonte que também estão espalhadas pelo mapa.

Outros poderosos ataques que consomem Fervour são chamados de “Prayers”. Invocar esse poderoso ataque pode destrinchar facilmente inimigos e dar ao jogador algumas vantagens em combate contra chefes.

O segredo é o “parry” Pega essa análise! Blasphemous

Atacar e esquivar de ataques inimigos no momento certo é fundamental, mas a grande sacada é o “parry”. Defender o ataque inimigo no momento certo, da a vantagem ao jogador de desferir um poderoso golpe que pode abrir a guarda inimiga para um movimento de execução sumária. Aprender o set de movimentos dos inimigos é a chave para sobreviver em Blasphemous.

Além disso, o jogador vai contar com uma barra de vida que pode ser restabelecida com “Bile Flasks”, que funcionam como os Estus de Dark Souls. A diferença aqui é que, além encontrar esses “Flasks”, será preciso enchê-los com sangue. É como se tivéssemos uma garrafa vazia e precisássemos enchê-la de sangue para recuperar nosso HP!

Para restabelecer esses Flasks, basta descansar nas “Prie Dieu”, as bonfires do game, e o número de usos desses itens podem ser aumentados ao encontrar mais Bile Flasks vazios. Ao encontrar “Sanguine Fountains”, que são fontes de sangue que, será possível restabelecer todos os frascos usados.

Pega essa análise! BlasphemousMorrer em Blasphemous é tão natural quanto respirar e, assim como em Dark Souls, existe uma punição ao falhar. O jogador perde “Fragmentos de Culpa” que são adquiridos ao derrotar inimigos (funciona como as almas em Dark Souls) e uma parcela da sua barra de Fervour (MP).

Os fragmentos podem ser readquiridos voltando ao local onde o jogador foi morto e “pegando de volta” ao encontrar uma espécie de alma penada, e sua barra de Fervour pode ser restabelicida ao encontrar as “Statues of Confessors” que claro, vão cobrar um valor em Fragmentos de Culpa para isso. Essas estátuas também podem ser destruídas dando acesso a uma mini-dungeon com hordas de inimigos.

Como todo “metroidvânia”, Blasphemous conduz o jogador por uma infinidade de áreas repleta de segredos e perigosas armadilhas. A exploração nem sempre é devidamente recompensada, mas é uma das partes mais legais do game. Encontrar novos caminhos, inimigos, quests e áreas secretas é bem divertido e, muitas vezes, o jogador vai se ver obrigado a decidir se avança em uma nova área, arriscando perder tudo, ou aguarda um momento mais oportuno para fazê-lo.

Para facilitar um pouco a exploração, existem os “Gates of Travel” que podem ser usados para viajar rapidamente entre várias áreas do mapa.

Existem muitos itens espalhados pelo mapa de Blasphemous, alguns deles só serão acessíveis após cumprir certas áreas ou habilitar novas habilidades, mas os mais importantes são os que conferem habilidades passivas. O “Rosary Beads” é um rosário com slots onde o jogador pode selecionar itens diversos para mudar algumas características do personagem, como aumentar a defesa contra veneno, aumentar o poder de ataque, entre muitas outras opções.

Pega essa Análise! Blasphemous

Também existem alguns itens chamados “Relics” que possuem efeitos diferentes e únicos que alteram a percepção do mundo do personagem. Por exemplo, fazendo-o ver plataformas anteriormente invisíveis.

O mundo de Blasphemous é riquíssimo e sua lore cheia de detalhes que podem ser conferidas nas informações de cada item, nos diálogos com NPC´s e nos itens colecionáveis que são devidamente guardados em um ossuário em um local específico do mapa.

Essas informações aumentam exponencialmente a imersão no mundo de Cvstodia e suas criaturas. Infelizmente o grande ponto negativo é que, se você não tem um inglês minimamente digno, toda essa imersão poderá ser perdida, já que o game infelizmente não conta com legendas em português.

Blasphemous é graficamente lindo e entrega ao jogador uma ambientação incrível. Os movimentos do nosso personagem e dos inimigos são mostrados em pixels fluídos e os detalhes de cabeças rolando e vísceras expostas nas execuções são um deleite aos olhos do jogador.

Dica: Experimente deixar o bebezão te pegar na luta contra o boss Expósito, Scion of Abjuration e vocês vão entender exatamente do que estou falando. A igualmente incrível trilha sonora é assinada pelo compositor Carlos Viola, e retrata fielmente o caótico mundo de Cvstodia e todo o clima de desespero e tensão que o game entrega.

Imperdível! Pega essa análise! Blasphemous

Pega essa análise! BlasphemousEnfim, Blasphemous é um jogaço! Desafiador e envolvente na medida certa, com altas doses de tensão e exploração, tudo envolvido em uma lore fantástica e uma trilha sonora que nos faz literalmente viajar em um universo cheio de inimigos terrivelmente inesquecíveis. Um Dark Souls metroidvânia único e simplesmente imperdível.

Pontos Positivos

  • Jogabilidade;
  • Desafio;
  • Ambientação;
  • Trilha sonora.

Pontos Negativos

  • Ausência de legendas em português.

Blasphemous já está disponível na Microsoft Store por R$92,45.