Ontem, o estúdio Remedy Entertainment (criadores de Alan Wake, Quantum Break e Max Payne) anunciou que os direitos de publicação da franquia Alan Wake haviam sido revertidos à empresa, antes detidos pela Microsoft.

Porém, apesar de que isso seja uma quebra de algumas barreiras que impediam a criação de uma continuação para o jogo, não significa que já é certa a produção imediata da sequência do game.

Não que o público não queira. Apesar do grande sucesso que foi Alan Wake – Nota 83 no Metacritic – houve uma resistência por parte da Microsoft para a produção de uma continuação do game (apesar de ter havido um spin-off chamado American Nightmare, não pode ser considerado um Alan Wake 2), o que parece que aumentou ainda mais o hype dos fãs da série.

 

O futuro de Alan Wake

“A popularidade de Alan Wake é algo que só aumenta” disse Sam Lake, diretor criativo da Remedy e redator chefe de Alan Wake. “É algo que cresce cada vez mais, a cada ano que passa. Não posso postar em minhas redes sociais sem haver pessoas perguntando: Alan Wake 2? Alan Wake 2, por favor? Alan Wake 2 confirmado?”

Em declaração à Eurogamer, a Remedy foi enigmática ao responder o que essa reversão de direitos poderia significar: uma continuação do jogo, ou uma versão do jogo original para outras plataformas. “A única coisa que podemos esclarecer agora é que a Remedy possui os direitos de publicação, o que significa que podemos levar Alan Wake a outras plataformas se assim decidirmos. Não temos nada a anunciar por ora.”

Leia Também:  Blacksad: Under the Skin ganha trailer de desenvolvimento

Esta declaração indica que é mais provável que vejamos, num futuro próximo, o primeiro jogo da franquia chegando à outras plataformas do que necessariamente uma continuação do game chegando ao Xbox. Porém, a declaração da Remedy deixa em aberto a possibilidade de haver essa continuação num futuro não tão distante.

Na realidade, os protótipos de Alan Wake 2 vinham sendo pensados ao longo dos anos, mas foram interrompidos pelos jogos que foram e vem sendo produzidos pela Remedy: American Nightmare, Quantum Break e o novo lançamento multiplataforma, Control.

“Nunca disse isso publicamente, mas desde o primeiro jogo, estive trabalhando, entre os projetos, nesta continuação.” Disse Sam Lake. “Após o primeiro jogo, uma pequena equipe e eu criamos o conceito para esta sequência. Antes de American Nightmare. Mas então nós percebemos que isso não iria adiante, então algumas dessas idéias foram para Quantum Break e outras para American Nightmare”.

Lake retornou ao brainstorm do que seria Alan Wake 2 após o lançamento de Quantum Break, mas o novo conceito não tinha a pegada de Alan Wake e esta ideia terminou virando Control. “Nós criamos um novo conceito para Alan Wake 2, que era muito diferente. Nós pesquisamos, buscamos parceiros potenciais, mas ao fim chegamos a conclusão que aquilo não parecia Alan Wake, então Mikael Kasurinen (diretor de Alan Wake e, agora, de Control) e eu decidimos que criaríamos uma nova IP. Pegamos estas idéias e colocamos em uma nova IP. E aí nasceu Control.

Leia Também:  Como se proteger e se livrar de compras indesejadas no Xbox

 

O que podemos esperar para o futuro?

Como podemos ver nas declarações de Sam Lake, a continuação de Alan Wake passa por sua cabeça desde meados de 2010, o que indica claramente que esta sua paixão pelo game não vai deixar de existir tão cedo. Poderia haver um novo conceito de Alan Wake 2 após o lançamento de Control em 27 de agosto?

“Não vou trabalhar em idéias para Alan Wake 2 neste verão”, disse Lake. “Control tem sido um projeto intenso, e já estive muito tempo escrevendo sua história. Farei uma pausa para descansar e depois avaliaremos o que faremos a seguir.”

“A possibilidade de uma sequência é grande. Isso não é uma confirmação, mas eu espero que aconteça. Eu adoraria mais que qualquer coisa. Tenho um grande desejo de criá-la.”

 

E a hype como fica? Quase nada.