Concordam?

Todos nós sabemos que a atual geração está na sua reta final, e que muito provavelmente, no próximo ano já iremos ver os novos consoles em ação, dando inicio a mais um ciclo de vida de uma nova família de consoles.

O que podemos esperar?

Nós podemos esperar uma nova geração mais forte do que nunca para o Xbox, visando que a Microsoft não economizou ano passado, e durante a E3 e no resto do ano, ela anunciou a compra de diversos estúdios, e podemos esperar mais esse ano. Todos eles irão desenvolver jogos exclusivos para o Xbox e PC, fazendo a comunidade crescer cada vez mais.

Novas IP’s?

Com certeza devemos ver isso em peso no próximo Xbox. Como disse, a Microsoft não economizou ano passado, e comprou mais de 5 estúdios no ano passado, e apresentados durante a E3, e também fora dela!

Esperamos ver muitos exclusivos para o próximo Xbox (e também queremos no atual!). Segundo um analista, a Microsoft prevê lançar um jogo exclusivo a cada trimestre, podendo assim, aumentar o seu portfólio de jogos exclusivos.

Hardware

Podemos também esperar um super hardware para competir com os PCs, e principalmente, com as novas placas de vídeo da Nvidia, que possuem a super tecnologia do Ray Tracing, que permite reflexos e gráficos realistas.

Leia Também:  World War Z vende um milhão de cópias e receberá novidades em breve

Conforme noticiamos, o próximo Xbox com certeza irá vir com essa tecnologia, só que com a AMD, que é a fabricante de CPUs e GPUs para o Xbox (e Playstation!). Podemos esperar que os jogos irão beirar (ou chegar) ao foto realismo, e permitir uma imersão in-game maior do que já temos nessa atual geração.

Outro ponto que poderá chegar com o próximo Xbox é o uso da tecnologia VR, que infelizmente, não apareceu nessa geração.

Também podemos esperar um console baseado em jogos na nuvem, em que você pagará apenas uma assinatura (ou comprar um jogo), como a Xbox Game Pass, e poderá jogar vários jogos sem precisar baixar nada.

Comunidade tóxica

Todos nós sabemos que essa geração foi marcada pelas console wars, em que determinados lados da comunidade desmerecia um console para subir um console e dizer que ele é melhor do que o outro, e isso acontece pelo os dois lados.

Esperamos que na próxima geração tenha uma comunidade mais unida e focada em jogar, ao invés do atual cenário, em que a comunidade tóxica se dedica a criticar um console para melhora outro.

Fabricantes unidas?

Sabemos que essa atual geração foi marcada pelo início do crossplay entre consoles, onde a Microsoft iniciou essa iniciativa. Mas mesmo assim, a Sony de incio não gostou dessa ideia, e negou, por um tempo, o crossplay entre o Xbox One e o Playstation 4, que mais tarde foi liberado para todos.

Leia Também:  Jogamos e Analisamos Sekiro: Shadows Die Twice - Vale a pena?

Então esperamos que a próxima geração as fabricantes de hardwares sejam mais unidades entre si, voltando suas atenções para o bem-estar do jogadores, e não visarem apenas o lucro.

A Microsoft aprendeu com os erros?

Temos que admitir, a apresentação do Xbox One em 2013 foi um verdadeiro “desastre”, mostrando um console controverso, que necessitava de conexão constante a internet, ter um hardware “inferior” em relação ao concorrente (que no final das contas, percebemos que os dois consoles rodam os jogos igualmente), o Playstation 4, e ser muito focado em ser multimídia.

Mas podemos dizer com muita certeza, que depois que Phill Spencer assumiu a divisão do Xbox, as coisas melhoram, com novos e interessantes recursos chegando ao atual Xbox One, compra de vários estúdios e o lançamento do atual console mais poderoso do mundo, o Xbox One X.

 

E é isso! Concordam ou discordam com nosso ponto? Gostariam de acrescentar mais alguma coisa? Conta pra gente!

americanas.com.br