Uma nova guerra está prestes a explodir.

Desenvolvido pela Eidos Montreal e publicado pela Square Enix,  Deus EX Mankind Divided é um jogo de tiro em primeira pessoa que combina elementos de stealth, RPG e ação.

O jogador assume novamente o papel de Adam Jensen, um ser humano alterado por uma nova tecnologia protética que tem o objetivo de evitar que uma nova catástrofe aconteça.

Antes de entrarmos na análise do jogo em si, é importante fazer um pequeno resumo de toda a história fantástica por trás da franquia Deus Ex. Especificamente dos acontecimentos importantes que aconteceram no jogo antecessor Deus EX: Human Revolution (2011), para entendermos melhor tudo o que está por vir em Mankind Divided.

deus-ex-human-revolutionHuman Revolution se passa em 2027, 25 anos depois dos eventos do Deus EX original. A história acontece em um futuro cyberpunk com organizações secretas e conspirações. A sociedade humana foi marcada por grandes melhorias antes dos eventos de Human Revolution, com as pessoas combatendo o aquecimento global ativamente, encontrando curas para uma grande variedade de doenças e aprimorando a energia verde. Além disso, megacorporações globais sobrepujaram a autoridade dos governos em poder e influência, enquanto forças militares privadas superaram os exércitos oficiais nos países de primeiro mundo. Avanços na biotecnia e cibernética levaram ao desenvolvimento de “aprimoramentos”. Órgãos artificiais avançados capazes de melhorar e aumentar a performance do corpo humano.

O desenvolvimento da tecnologia de aprimoramentos causou a criação de uma nova divisão social: aqueles com os órgãos artificiais tornaram-se os novos cidadãos de primeira classe do mundo e são considerados o futuro da humanidade, enquanto humanos normais formam a maior parte da população da classe social mais baixa. Os aprimoramentos também vieram com a necessidade de tomar Neuropozyne, uma droga imunossupressora que impede que o corpo rejeite a tecnologia. A sociedade foi divida em “augs”, humanos que aceitaram a tecnologia de aprimoramentos; e os humanos normais que são moralmente contra tal tecnologia, muito pobres para poder pagar por ela ou cujos corpos rejeitaram os órgãos artificiais. As tensões entre as duas facções começaram a gerar conflitos abertos na época em que Human Revolution se passa.

Em Deus EX Mankind Divided é possível, logo no início, reviver todos os acontecimentos anteriores à história do game, fazendo com que o jogador tenha a exata dimensão de tudo o que está em jogo nessa verdadeira guerra.

deushist

Praga, 2029, dois anos após os eventos de Human Revolution, e da tragédia que ficou conhecida como “Incidente Aug”  (evento em que os humanos aprimorados tornaram-se letalmente violentos e impossíveis de controlar). Sem conhecimento do público, os aprimorados receberam tecnologias em forma de implantes desenhados para serem controlados por um grupo conhecido como “Illuminati”. Durante décadas, os Illuminatis conseguiram com sucesso esconder a verdade, manipulando os meios de comunicação, alimentando-os com rumores e desinformação, enquanto que os aprimorados são agora proscritos dos humanos normais, na era do “apartheid mecânico”.

As ações do Illuminati, tem como objetivo induzir artificialmente o que é conhecido como o “Icarus Effect”. Este é o fenômeno pelo qual os membros da sociedade com capacidades muito superiores à média são naturalmente “cortados” de modo a não ameaçar o resto das espécies. O Illuminati não querem ver sociedade progredir muito rapidamente e escapar dos limites por ela definidos. Isto é possível graças a enorme influência dos Illuminati ao longo de um vasto leque de organizações intergovernamentais e corporações multinacionais. Eles usam o exército militar privado conhecido como Belltower Associates em países de todo o mundo para manter a população local sob controle e para proteger suas atividades clandestinas. O grupo secreto de mercenários conhecido como “Tyrants” realizam diversas operações especiais para a cabala, particularmente assassinatos e sequestros. No final da década de 2020, muitas das missões dadas aos Tyrants envolvem a morte de indivíduos com argumentos contrários aos planos nefastos de dominação sem limites dos Illuminati. Isso ajuda a criar um ambiente onde as leis de regulamentação sobre a tecnologia de aprimoramento de seres humanos, não tenham força para impedir o avanço cada vez mais agressivo da organização.

maxresdefaultAdam Jensen, agora é um membro do grupo anti-terrorista Task Force 29 (uma subdivisão da Interpol que tem o objetivo de capturar humanos melhorados). Contudo, Jensen trabalha secretamente para os “Juggernaut”, um grupo de talentosos hackers que o ajudam na sua luta contra os Illuminati. Adam Jensen, agora armado com um novo arsenal de armas e aperfeiçoamentos ainda mais letais, é forçado a operar num mundo onde a maioria da população aprendeu, através do medo, desprezar a todos que, assim como ele, são seres aprimorados. Só ele poderá escolher o melhor caminho e as pessoas que poderá realmente confiar para conseguir desvendar o perigoso esquema de uma grande conspiração mundial.

deusjoga

A mecânica de Deus Ex: Mankind Divided é muito parecida com a do game anterior. Quem teve a feliz oportunidade de jogar o Human Revolution, vai rapidamente se familiarizar com todos os elementos da jogabilidade. Apesar do jogo se passar em ambientes mais limitados, o game explora muito bem todas as características que fizeram sucesso no jogo anterior. Por exemplo, um jogador mais furtivo vai se esbaldar utilizando a cobertura em terceira pessoa para esperar o momento exato de avançar até o objetivo ou simplesmente para surpreender mortalmente o inimigo. Assim como para aqueles jogadores com um estilo mais agressivo (mesmo sabendo que sair atirando pra todo lado em Deus EX não é uma estratégia muito segura), as combinações das habilidades de nosso protagonista são extremamente eficientes. Nada melhor do que, bem naquele momento de descuido onde você acaba sendo pego por uma câmera de vigilância e os alarmes começam a soar e o ambiente fica cheio de hostis, abrir mão das habilidades de Jensen para vencer os inimigos e conseguir chegar ao objetivo. Aliás esse é outro fator bem interessante da jogabilidade, os cenários permitem muitas opções táticas de infiltrações, o que ajuda muito na hora de definir qual a ação será utilizada para chegar a meta e concluir o objetivo.

Deus-Ex-Mankind-Divided-Ingame-Screenshot-3

As áreas do jogo são conectadas por viagens de metrô, portanto não existe um mundo aberto. Assim como as missões principais acontecem em áreas específicas, as missões secundárias seguem a mesma fórmula. Por exemplo, você precisa pegar o metrô para ir a determinada área buscar um objeto para depois pegar novamente o metrô para acessar outra área para entregá-lo.

Falando nisso, os cenários também escondem muitos itens e colecionáveis. Armamento, munições, peças de montagem de itens, jornais, chips e muito mais estão espalhados pelo cenário. Portanto, além da característica furtiva do game, o jogo te incentiva a explorar bem os cenários. Uma parte bem interessante do jogo é adquirir informações de computadores e laptops espalhados pelo mapa. É preciso burlar a segurança hackeando os aparelhos. Hackear é uma arte aqui, portanto quanto mais importantes forem as informações que deseja acessar, maior será a segurança. Isso também acontece com determinadas portas. Se você ficar curioso para saber quais itens vai encontrar atrás daquela porta trancada por uma senha, dê uma despistada nos guardas e coloque em prática todo seu talento hacker em ação. Na maioria das vezes vale muito a pena.

Quanto aos combates, vencer os inimigos dando uma de “exterminador do futuro” pode ser bem complicado. Mesmo nosso personagem sendo um aprimorado e ter um vasto arsenal, ele não é imortal. Muito pelo contrário. Qualquer descuido pode ser fatal. Mas a coisa ferve pra valer mesmo quando vários inimigos fecham o cerco. Fugir só fica viável quando conseguimos encontrar um duto de ar bem escondido em algum lugar do cenário. Por isso é importante ficar atendo a todos os detalhes. Quando você é avistado e entra em combate, os inimigos vão atrás de você e mesmo que você consiga se esconder, eles vão ficar um bom tempo te procurando. Um marcador de tempo aparece e se você continuar escondido por tempo suficiente os inimigos simplesmente vão te esquecer.

Os controles são bem intuitivos e o jogador tem algumas opções pré determinadas para escolher a que melhor lhe agradar. Como nosso personagem possui muitos recursos, existem muitos menus que podem ser acessados para definir e upar habilidades, selecionar armas e tipos de munições específicas para cada oponente ou situação, além de itens para se curar. Aliás você pode encher seu inventário de garrafas de vinho e latas de cerveja e usa-las para recuperar sua energia. A visão ficará meio turva e as coisas vão balançar um pouco mas, ajuda bastante nos momentos de aperto. Os aprimorados aqui também “enchem a cara”. Leva um tempo até se acostumar com os controles e às vezes fica um pouco confuso com tanta informação, mas nada que não se resolva com um pouco de prática.

deusgraf

Falar nos gráficos do jogo é uma tarefa bem simples. Apesar de alguns serrilhados, o jogo é absurdamente lindo. Os cenários são muito bem detalhados e a ambientação é espetacular. O ponto negativo fica por conta dos efeitos de explosões e movimentação dos personagens. Às vezes, quando você vê um inimigo caminhando ao longe dá a impressão que ele está flutuando sobre as pernas. Tudo bem que alguns deles tem pernas protéticas, mas acredito que poderiam ter caprichado um pouco mais.

deus-ex-mankind-divided-screenshot-03_2048.0A movimentação facial também deixou um pouco a desejar, por diversas vezes o personagem movimenta a boca e não sai som algum, outras vez acontece o contrário, porém isso não influencia no desenvolvimento do jogo. Os detalhes das armas, armaduras e os efeitos das habilidades de Jensen são realmente muito bem feitos, assim como efeitos de iluminação, água e fumaça que estão muito bonitos. O mundo do jogo ficou muito bem feito o que deixa a sensação de imersão sensacional.

deusdesa

Mankind Divided não é um jogo fácil. Apesar dos inimigos em si não serem o grande problema, a mistura de stealth e exploração deixa o jogo bem desafiador. Os inimigos tem uma boa IA e vão caçar você impiedosamente, mas poucos deles são realmente fortes o suficiente para te fazer recuar e repensar uma nova estratégia de combate. Parte do desafio do jogo está mesmo em segurar a ansiedade e esperar o momento exato de partir para o próximo passo. Quanto mais o jogo avança, mais ele te obriga a jogar furtivamente. Deus EX é uma experiência para ser jogada dessa forma, portanto a dificuldade se encontra realmente em estabelecer uma boa tática e usar as habilidades do nosso aprimorado com inteligência.

029413Um passo em falso e os inimigos pipocam por todos os cantos para te encurralar. Mas basta ter uma boa estratégia e avançar no momento propício que tudo fica um pouco mais tranquilo. Em alguns momentos a melhor estratégia é realmente “meter o pé” mas na grande maioria das vezes, ser cauteloso nos seus passos é muito mais negócio.

O jogo vai a todo momento desafiar sua inteligência. Como fazer para pegar determinado objeto em uma sala trancada por uma senha que é difícil hackear, com segurança reforçada vigiando todos os cantos e câmeras de segurança espalhadas pelo local? Saber usar todas as suas habilidades com eficiência é a grande proposta do game. Você pode até sair, no melhor estilo “Call of Duty”, atirando pra todo lado, mas tenho certeza que uma importante parte da experiência do jogo vai ficar para trás.

deussistevo

Jensen vai melhorando à medida em que completa missões, adquire itens colecionáveis, “hackeia” com sucesso laptops e realiza ações específicas para vencer inimigos. Tudo isso gera pontos de experiência. Conforme evolui, o personagem ganha pontos chamados “praxis”. Esses praxis são usados para liberar inúmeras habilidades. Todas as habilidades do personagem tem upgrades que vão deixá-las ainda melhores. Por exemplo se você usa um praxi para habilitar a força do braço cibernético, você pode usar outro praxi para melhorar o braço, aumentando a força para erguer objetos mais pesados.

Outra habilidade bem legal é a de conseguir analisar as emoções e a frequência cardíaca de determinados personagens em alguns diálogos, facilitando assim a escolha certa das respostas para conseguir persuadi-los.

Screenshot-OriginalMuitas das habilidades estão relacionadas com partes do corpo cibernético do nosso amigo aprimorado. Outras servem para melhorar cada vez mais a eficiência na hora de hackear, permitindo acessar dados protegidos com sistemas de segurança mais complexos.

Screenshot-Original (1)As habilidades de Jensen são incríveis mas existe uma limitação. Algumas habilidades ainda mais poderosas quando desbloqueadas sobrecarregam os sistemas que controlam seu corpo, deixando o sistema instável. É preciso administrar essas habilidades para manter o status do sistema 100% estável.

deusvere

Com uma história espetacular e um ótimo desafio, Deus EX Mankind Divided conseguiu superar as expectativas. É um jogo que conseguiu equilibrar brilhantemente a ação com o aspecto furtivo que é marca registrada da série. Os jogadores que curtiram a pegada de Human Revolution no Xbox 360, podem ter certeza que esse novo Deus EX conseguiu superar seu predecessor com sobras. Apesar de não contar com uma campanha muito longa, o game é sensacional. Recomendadíssimo.

deus_ex_mankind_divided_hiresNão perca mais nenhum minuto. O jogo já está disponível:

Deus-Ex-Mankind-Divided-Xbox-One-PS4-Box-Art-2

Deus EX: Mankind Divided

E para melhorar ainda mais e o pacote ficar completo, aproveita que é retrocompatível e corre lá:

dehrboxart

Deus EX: Human Revolution

 

REVER GERAL
História
Jogabilidade
Gráficos
Desafio
Natural de Juiz De Fora, MG. Apaixonado por games e tecnologia escrevo e sou a voz da Central Xbox de 2015 pra cá. Me adiciona na Xbox Live: mendesjf86