Te explicamos TUDO!

Certamente vocês já se depararam com algum desses termos que foram citados no título do artigo, e certamente já deve ter batido a dúvida: o que significa esse Remaster, Remake, Reboot e Reimagining? remaster remake reboot

É pensando nisso que nós da Central Xbox explicamos tudinho, mostrar exemplos práticos de cada um deles. Sem mais enrolação, vamos lá!

Remaster ou ‘Remasterização’

Talvez essa seja a categoria mais comum e a que a maioria das pessoas (incluindo você) geralmente se refere. Também chamada de versão “HD” de um jogo, essa é uma atualização de um jogo existente de uma plataforma (antiga) mais nova (next-gen) que pode ou não ter melhorias feitas em sua apresentação. As melhorias podem ser tão simples quanto ter uma resolução/FPS mais alta ou tão complexas quanto novos recursos, recursos aprimorados, novos efeitos de iluminação etc.

Um fato interessante é que o Xbox One X faz “quase” isso com seu recurso, já que um jogo da retrocompatibilidade (confira a lista aqui) é melhorado para 4K/60FPS.

Exemplo de um jogo remasterizado:

Remake ou ‘Refeito’

Sem dúvidas essa é a categoria mais desejável. Na maioria das vezes, um remake é um jogo novinho em folha que segue e respeita estreitamente o design e à narrativa de um jogo anterior, apenas refeito com ferramentas e técnicas modernas.

Exemplo de um jogo remake: remaster remake reboot

Reboot ou ‘Reiniciar’

Um jogo novinho em folha, com novos conceitos de design, que compartilha apenas laços com o conceito de design principal ou com os personagens/tradições existentes de uma série em andamento. Caso contrário, é vista como uma sequência, ou prequela, que descarta a maior parte do que foi estabelecido anteriormente em uma série de jogos interconectados. Narrativa e tematicamente, muitas vezes retorna à origem da série e, às vezes, reutiliza o mesmo nome que o primeiro de uma série, embora nem sempre.

Exemplo de um jogo reboot:

Reimagining ou ‘Reimagianação’ remaster remake reboot

Vamos incluir esse apenas para aguçar seus sentidos. Talvez seja o termo que você menos ouviu, mas é semelhante a um remake, mas com muito mais liberdade em relação ao design e à narrativa. Em casos extremos, ele pode ter atributos de um remake e reboot.

E é isso! Vocês entenderam a diferença? Ficou alguma duvida? Vocês conhecem algum outro jogo que “usa” esses termos? Conta para gente!