Jogamos e Analisamos Sekiro: Shadows Die Twice – Vale a pena?

Já vai comprando uma TV nova, porque a probabilidade de quebrar a sua atual é bem grande!

Desenvolvido pela FromSoftware e publicado pela ActivisionSekiro: Shadows Die Twice nos traz uma história bem densa e uma gameplay estilo jogos da franquia Souls mas com sua identidade própria. O nosso time acabou quebrando alguns controles no processo mas fez uma grande análise e o resultado dessa experiência você confere agora. Sekiro Shadows Die Twice

História

O game se passa no Japão do final dos anos 1500, no Período Sengoku e o jogador está na pele do shinobi ”lobo solitário” que tem como seu grande objetivo proteger um jovem senhor descendente de uma antiga linhagem.

Como sempre as coisas tendem a dar errado e o pequeno senhor é captura pelos poderosos e cruéis inimigos, e nesse processo você acaba perdendo o seu braço cabe ao nosso querido lobo solitário buscar derrotar seu inimigos e completar a missão.

O personagem depois de um tempo acaba ganhando o nome de Sekiro que tem uma ligação direta com eventos que acontecem no jogo.

Nesse caminho de buscar novamente a tutela do jovem garoto você vai esbarrar com muitos obstáculos e com inimigos realmente cruéis, e com o passar do tempo o jogador acaba entendo um pouco mais dessa trama que é muito além de um simples ”sequestro”.

Cabe ao jogador usar suas melhores habilidades para e derrotar todos esses poderosos inimigos para trazer o garotinho de volta em segurança.

Jogabilidade

Quando falamos em jogo da From Software já imaginamos aquele game estilo Souls que vai fazer o jogador perder uns belos fios de cabelo, é um pouco disso mas a mecânica vai um pouco além.

Como seu personagem é um grande Samurai ele tem uma movimentação bem diferente do que vemos em outros jogos da produtora.

Ele consegue se movimentar mais livremente por ser um samurais e também pelo auxilio de seu poderoso gancho que o ajuda muito na movimentação e no seu combate.

O jogo possui uma grande variedade de inimigos e com isso o jogador tem que saber a maneira mais correta de partir para cima deles, as vezes é importante usar até um pouco de mortes furtivas para evitar um conflito maior.

Leia Também:  Minecraft é o jogo mais vendido do mundo

Porque muitos dos inimigos e chefes tem meio que ”duas vidas” por exemplo, as vezes é bem mas útil tentar destruir uma barra dele com o ataque furtivo para precisar de combater ele só contra uma barra de vida.

O jogador também tem que saber realmente como vai usar para evoluir seu personagem e evoluir o que é mais necessário no momento, mas nem sempre essa evolução ocorre de uma maneira perfeita e em alguns momentos parece que o personagem até mesmo não recebeu o upgrade feito.

De um modo geral o jogador tem que focar muito em se esquivar e defender e atacar só nos momentos corretos para evitar perder vida sem necessidade.

Com  a variedade de inimigos o jogador tem que saber muito bem também usar seus recursos como bombas, poções de vida, e seu super braço, tudo isso é muito importante para entender os padrões dos inimigos e poder derrotá-los com ”menos” dificuldade.

Uma observação que eu tive foi que em muitos momentos parece que você não está no controle, eu fui até conversar com outras pessoas mais fervorosas por games da From Software para ver se era só eu que estava sentido aquilo.

Parece que em muitos momentos por mais habilidoso que o jogador seja por mais evoluído que seu personagem esteja você sempre vai tomar aquela porrada sem entender nada, em muitos momentos você fica meio avulso ali e não sabe realmente o que aconteceu.

Isso é apenas uma observação simples que não foi só eu quem percebeu, claro que a dificuldade do jogo é um dos fatores mais atrativos mas geralmente o jogador consegue entender porque ele realmente sofreu aquele dano para da próxima vez fazer diferente.

Gráficos e Som

A parte sonora do game vem muito bem com várias músicas temáticas orientais para deixarem a gameplay bem mais divertida, de acordo com o momento que o jogador está a música varia bem.

Leia Também:  Castlevania Anniversary Collection já está disponível

O jogo possui legendas em português o que é ótimo para quem não domina o japonês ou até mesmo inglês, isso facilita muita para o jogador entender realmente o que se passa na história.

Os gráficos não são aquela coisa espetacular mas também não é nada meia boca, o jogo tem uma ambientação tão linda e perfeita que em muitos momentos você não consegue nem perceber que os gráficos não são aquele absurdo de lindos, mas tudo é muito bem desenvolvido e a animação dos personagens são muito bem feitas.

Muitos efeitos do cenário como sombras e paisagens receberam grandes detalhes que deixam a coisa muito mais bonita.

O jogo consegue realmente te transferir para uma temática oriental com todos elementos de vegetação, construções, e os inimigos… O QUE FALAR DELES, existe uma variedade gigante de inimigos e cada uma com sua própria personalidade.

O jogador as vezes fica se perguntando como eles conseguiram chegar tão longe com a direção de arte, tem cada inimigo com sua peculiaridade, desde super samurais gigantes até mesmo ogros e macacos gigantes. Muitos desses inimigos realmente te passam ”medo”, o jogador realmente sente que eles são uma real ameaça.

Conclusão

Sekiro: Shadows Die Twice vem com o DNA de jogos da From Software mas com algumas boas mudanças para dar uma identidade própria para o game, ele tem uma história super interessante que nos faz ficar realmente interessados com o que vai acontecer. O game ainda tem uma ambientação muito linda com várias paisagens e um design perfeito dos inimigos principalmente os temidos ”boss” que casam perfeito com a história e com certeza vai te tomar várias horas. SÓ CUIDADO PARA NÃO QUEBRAR A TV!!!

Pontos Positivos

  • História fantástica;
  • Direção de arte;
  • Combate realmente testa habilidade do jogador.

Pontos Negativos

  • Progressão do personagem.

Sekiro: Shadows Die Twice  já está disponível na Microsoft Store por R$ 199,00.

Sekiro Shadows Die Twice

americanas.com.br